Início | Cantinho Rasta | Música no Rádio | Ras.Bhenda | Fotos | Contacto
Última actualização:

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Bichos da seda

Bichos da Seda... nunca tive nenhum!

Não é que na realidade não gostasse, até aposto que se tivesse tido teria achado o máximo. Não... acho é que passei ao lado de imensas experiências infantis. Não sei se foi de uma inocência e timidez que me perseguem até hoje, ou de simplesmente desobedecer claramente à frase:
"Pelo amor de Deus sai do quarto e vai brincar um bocadinho lá para fora!"

Acho que desde sempre fui caseiro, nunca fiz grande questão de sair, e quando o fazia era para ir para CASA de outro amigo. No fundo sou como esses bichinhos da seda, ficam ali a comer, a comer, naquela caixa de sapatos, e nunca reclamam. Quando por fim se tornam borboletas, e podiam viajar e ver o mundo... optam por ficar a por ovos e ali ficam.

Assim sou eu, tanto tempo a "comer", a engordar para agora que sou uma borboleta continuar preso na minha caixinha de sapatos. Toda a vida vivi nesta linda caixa castanha, porquê mudar agora, porquê por em causa tudo isto? Talvez seja melhor por aqui ficar!... mas à noite os pesadelos atormentam-me, falam-me de prados, flores, sol... qual é a verdade... qual é a MINHA verdade?

6 comentários:

Menino do mar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kayla disse...

Só para dizer que não consigo votar...
Nunca tive...acho os bichos estranhissimos...
loool
fica bem
:)

Lopes disse...

Kayla... obrigado pela dica, graças a ti reparei no problema, por enquanto acho que podes votar no lado esquerdo, mas por algum razão não dava na mensagem... tecnologias!!! lol, Jah Bless!

dinamene disse...

Este texto está o máximo ;)
É engraçado que não te imaginaria assim tão caseiro em criança!.. Timidez!?... Não pareces ter sido tímido! … Tens um sorriso contagiante, isso sim… :D
Prados, flores e sol?... Não te martirizes!...
Acho que essas cores e cheiros que anseias por encontrar estão onde menos esperas, dentro de ti, borboleta(o)! E olha bem para os ovinhos … Lindo? Divino, não?...

Bjos

Lopes disse...

Dinamene... olha eu a corar!!

É... tens toda a razão, a vida não é nem tanto ao mar nem tanto à terra, é preciso vivê-la com os prados, chuvas, planícies desertas, sombra nos chaparros, lama nas estradas, etc.

Precisamos da outra parte de nós (aquela a que normalmente chamamos "tu") para nos devolver ao centro.

Obrigado "tu"
Jah Bless

dinamene disse...

Que bonito...
Agora sou eu a corar!...
Epa, tu escreves com muito sentimento, comoves-me!

Bjos